terça-feira, 11 de maio de 2021

Espera

Não vás ainda, fica mais um pouco, só até a lua chegar ao nosso deserto. Fala-me mais um pouco das cores da tua luz, dessa terra onde acaba o ódio e começa o amor, onde o mar mantém as marés, para que consigas alcançar o arco-íris. Conta-me a tua história, Para que eu veja com a cegueira física a beleza que só um coração consegue ver. Traz-me o silêncio do deserto, o céu chovendo as tuas estrelas, o vento cantando a tua música. Fica, só mais um pouco, Para que em mim viva o teu aroma, e eu perca o medo da tua morte

1 comentário:

  1. Um texto de uma grande beleza estética. Parabéns, Rita.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar