Google+ Followers

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

LIBERDADE


Liberto a liberdade das emoções
A liberdade das lágrimas salgadas
Liberto a nostalgia do tempo
Das mágoas e alegrias passadas

Liberto as emoções sentidas
Nas noites de luas infinitas
Liberto a liberdade de amar
Dos dias intensos de saudade

Liberto a melancolia da vida
Que do pranto se desfez no tempo
Liberto a dor da despedida
Que de mágoa intensa se vestiu

Liberto a vida da vida
E vivo na liberdade de ser
Na liberdade livre de viver


2 comentários: