Google+ Followers

sábado, 7 de janeiro de 2012

Adeus


E assim a vida te levou
Ensinando-me a dizer adeus
Deixando apenas a sombra
De quem dramaticamente amou

Despedia-me do teu sabor
E sentada na vida olhando o vazio
Discuti com Deus   
Esperando-te de um qualquer infinito

Assim dizia-te adeus,
Adeus ao que se tornou passado
Sepultado num túmulo de rosas brancas

5 comentários:

  1. É tão difícil dizer adeus. Mais um bonito poema.

    ResponderEliminar
  2. "Em amor, não há último adeus, senão aquele que se não diz"

    Beijo.

    ResponderEliminar
  3. Pela primeira vez vim e gostei, um poema triste,. um poema de adeus, mas fica a recordação vestida de saudade.
    Até breve
    Herminia

    ResponderEliminar
  4. Que adeus difícil. Que saudade metida no peito...

    A partida é dura e por mais que a seguremos ela se escapa por entre nossas mãos cruzadas.

    Guarda todo o sabor enquanto as forças te permitirem e as rosas brancas te mantiverem vivo.
    Beijinhos de carinho

    ResponderEliminar
  5. Obrigada por seguires o Começar de Novo. Já te estamos a seguir também. A minha colega de blog, a Hermínia já te visitou e a partir de agora podes contar com as nossas visitas e carinho. Não vou dizer adeus; são sempre tristes...vou simplesmente dizer até logo. Beijinhos e obrigada
    Emília

    ResponderEliminar