Google+ Followers

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Palavras



Montenegro

Gosto da simplicidade,

da genuína simplicidade das palavras,

aquelas que até a natureza consegue traduzir,

aquelas que qualquer coração puro consegue ler
 

Gosto da simplicidade autêntica das palavras,

aquelas sem ego e vaidade,

Onde o vocabulário soa melodicamente

E a beleza toca-nos a pele

Qual arrepio em dia de calor


Sinto, lenta e calmamente,

Essa energia que me transporta

 para a magia de outros mundos

assim, simplesmente

Em palavras que sempre direi

 

18 comentários:

  1. ~ ~ ~
    ~~ As suas palavras simples e puras,
    ~~ organizam-se em mágicos versos
    ~~ e suaves e encantadores poemas.

    ~~ Parabéns,
    ~~ pelo dom de esteta das palavras.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ~~~ Beijinho. ~~~~~~~~~~
    .

    ResponderEliminar
  2. A tranquilidade rumo à harmonia...
    Tocou, Rita!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Pela simplicidade alcançamos dizeres lindos.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  4. também gosto, amiga.
    Por isso gosto de ler a sua poesia.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Também eu gosto dessa simplicidade.
    Muito belo...
    boa semana.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  6. As coisas mais simples podem ter uma rar beleza.
    Belo poema, gostei imenso.
    Rita, tenha uma boa soa semana.
    Saudações poéticas.

    ResponderEliminar
  7. A simplicidade... nas palavras, nos gestos, nas atitudes, até na decoração... A simplicidade é uma arte... Gostei muito do texto... e da foto, onde nunca estive...

    :)

    ResponderEliminar
  8. Palavras !...
    Costumo dizer que pela palavra se ama, pela palavra se odeia.

    Abraço
    MANUEL

    ResponderEliminar
  9. Excelente, amiga. O mais difícil é sem simples...
    Lembrei-me da escritora catalã Mercè Rodoreda que diz "Por escrever bem entendo dizer com a máxima simplicidade as coisas essenciais" O teu poema vem nesse sentido. Gostei mesmo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. Bom dia
    Que bonitas estas palavras. Este é um acordar em grande harmonia.
    Os gestos mais belos que podemos ter são as palavras vestidas de simplicidade.
    Aquelas que nos apresentam e nos fazem um convívio diário, sem guerras, orgulhos,inveja ou outras doenças que por vezes atacam as nossas raízes.

    ResponderEliminar
  11. Olá, querida Rita!

    Desta vez postaste bem mais depressa, sem grande intervalo de tempo, entre um post e outro.
    Li, com grandiosidade, o teu poema feito de palavras tuas, simples, mas não simplórias.

    Bom fim de semana.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Voltei para me deter nesta simplicidade...
    Bom fim-de-semana, Rita!

    ResponderEliminar
  13. " Assim simplesmente " são as palavras que sempre nos dizes; palavras simples que brotam do teu coração e aquietam a nossa alma.A maior belez está na simplicidade dos actos, das palavras, dos gestos. Haverá coisas mais simples do que um sorriso nos lábios um olhar meigo ou uma mão estendia ? Não há com certeza, mas falta tanto dessa simplicidade nos nossos dias que eles estão a ficar difíceis de suportar.
    Gosto de simplicidade e é isso o que mais aprecio nas pessoas. Beijinhos, amiga e obrigada pelas tuas palavras de " genuína simplicidade "
    Emília.

    ResponderEliminar
  14. Olá, Rita.
    O essencial é simples.
    A palavra que diz o que é preciso, não precisa de mais nada ;)
    bj amg

    ResponderEliminar
  15. Reli o seu magnífico poema com imenso gosto.
    Mas fico à espera de mais...
    Rita, tenha uma boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Um excelente e lindo Poema ! Gostei muito de visitar o seu blog !

    ResponderEliminar