Google+ Followers

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Mãe






Sabes mãe, apesar da tua morte

 o meu coração cresce em cada ano do teu aniversário.


Guardo a tua voz, o teu cheiro flor de jasmim, 

guardo o teu colo no meu jardim de rosas.


E o meu amor cresce e cresce,

 num coração onde cabe todas as estrelas em que eu te vejo .


Sabes mãe, eu sei que um dia encontrar-nos-emos

 na estrela mais brilhante do firmamento, 

por isso

 guardo as palavras que não te disse,

 palavras que o tempo não me deu tempo.


Mas,

 agora és a rosa mais viva do meu jardim.


Amo-te

16 comentários:

  1. Ritinha querida que mão linda e que Deus
    te proteja vc e ela onde ela estiver, eu tenho a minha
    de 83 anos e me da medo só de pensar em perder
    Emocionei bjusss de sempre


    Rita

    ResponderEliminar
  2. Emocionante, nao pude conter as lágrimas....

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Por vezes, as palavras são tão puras e luzidias que são elas próprias estrelas.
    Comovente!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. Quanta ternura nesse abraço feito poema!

    Ilumina o coração de toda gente.

    ResponderEliminar
  5. E nos " pedaços de prata caídos do céu." sentes a tua mãe e o amor que ela te deu; eles te devolvem uma saudade nostálgica que faz com que o teu amor por ela" cresça...cresça num coração onde cabem todas as estrelas em que tu a vês.
    Amiga, ainda tenho a minha com 85 anos que embora viva no Brasil está presente em mim todos os dia e não sei se um dia saberei fazer-lhe uma homenagem tão bela quanto esta. Obrigada, Rita, pelo belo momento
    Um beijinho e...de certeza que a tua mãe de onde estiver velará por ti.
    Emília


    ResponderEliminar
  6. A sombra da mãe acompanhar-nos-á pela vida fora.
    Foi ela que nos deu o ser e foi o seu sorriso o primeiro que aprendemos a amar

    ResponderEliminar
  7. Podem os anos passar... mas a recordação da Mãe não passa nunca. A minha faleceu há quase 20 anos e não passa um dia que não me lembre dela. Também lhe dediquei um post, este ano.
    Esta homenagem é muito bonita.

    Bom Domingo.
    Beijinhos
    Mariazita

    Obrigada p.p. na «CASA»

    ResponderEliminar
  8. Bom dia, fiquei comovido com suas palavras dirigidas à sua mãe sempre querida, vivo diariamente o mesmo amor, todos os dias a minha mãe está ao meu lado, vive no meu coração.
    AG

    ResponderEliminar
  9. Olá! A flor cresce com lições aromatizadas. Linda poesia! abraços

    ResponderEliminar
  10. Un emotivo y precioso homenaje, me ha llegado muy hondo.

    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  11. Mãe é eterna.
    E, mesmo depois da sua partida, é sempre a mais bela flor do nosso jardim.
    Bela homenagem, gostei das tuas palavras.
    Boa semana, querida amiga Rita.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. Voltei e reli o teu poema com a mesma emoção da primeira vez.
    Desejo-te uma boa semana, querida amiga Rita.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Mãe, um elo para a eternidade...

    Beijo :)

    ResponderEliminar