Google+ Followers

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Humano em construção






Saía dos umbrais da nostalgia de encontro à luz do ventre onde me via

Construía nas ondas inquietas pedaços de mim

Sem que os perdesse nas marés vivas de um setembro morno

Caminhava, caminhava contando os passos

Sem pensar no que perdia, sem sentir o que mentia


Que mais poderei ver nesse destino se não um humano em construção

 

18 comentários:

  1. Contar os passos para ir ao encontro da luz e da vida, construindo ondas inquietas com pedaços da alma...
    Muito belo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. somos nós sempre humanos em construção e constante evolução.

    gostei da foto também.

    :)

    ResponderEliminar
  3. Uma aventura seguir esses passos que rumam ao renascimento!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  4. O homem é um ser inacabado, em sua atual caminhada...
    Gostei, Rita!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  5. Sim, amiga!
    somos sempre um ser em construção1

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  6. sim, mesmo quando pensamos estar em "desconstrução"...

    abraço Rita

    ResponderEliminar
  7. Um ser humano que se constrói deixando os vestígios floridos no chão! abraços

    ResponderEliminar
  8. Caminhava, caminhava contando os passos
    ----------
    E vamos caminhando,... até que um dia termina a caminhada.
    --------
    Felicidades
    MANUEL

    ResponderEliminar
  9. Construyendo y mejorando lo construido , o destruir para construir de nuevo ... así camina la persona dejando huella en la vida.
    Muy bueno y profundo
    Abrazos
    Cristina

    ResponderEliminar
  10. Passei por aqui e, sinceramente, aprecei tudo o que vi e li; confesso que fui atraído por belas criações poéticas, tanto que já estou seguindo. Dê-me a honra e vá me visitar; espero você por lá.
    Abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Assim somos e seremos, Rita. Abençoado sejam aqueles que são capazes de construir-se um pouco, a cada dia! Belo post, boa semana.

    ResponderEliminar
  12. Aplausos de boas vindas para esse humano em construção! Meu beijo.

    ResponderEliminar
  13. que mais

    neste setembro não morno, a sentir a construção


    um abraço, Rita

    ResponderEliminar
  14. E assim vamos nós, de dia em dia, de mês em mês, de estação em estação até que a vida determine que chegámos à última e que para nós o comboio parou definitivamente. Nesse percurso é nossa obrigação aprender com cada passo que damos para que o de amanhã seja de certeza melhor e mais seguro do que o de ontem. Gostei muito, Rita e vou tentar ser a cada dia um ser humano em construção. Beijinhos e muito obrigada pelo belo momento
    Emília

    ResponderEliminar
  15. Seremos sempre jovens enquanto nos sentirmos em construção.
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Tem uma boa semana, querida amiga Rita.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. Passei para ver as novidades...
    Tem um bom resto de semana, querida amiga Rita.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  17. Bom di, Rita! A vida é um eterno aprendizado, por isso estamos sempre buscando algo novo, e significa dize r que renascemos a cada amanhecer. Adorei seus portentos versos , e neles viajei! Parabéns!
    Obrigada p/ gentil comentário no 2º Prosas Poéticas, bem como no meu blog.
    Tenha um dia azul!
    Seguirei seu blog.
    Bjs!

    ResponderEliminar