Google+ Followers

sábado, 11 de maio de 2013

VIAGEM






Não raras vezes paro na berma da estrada com a dúvida plantada no mapa da vida sem saber ao certo para onde ir.

Não raras vezes sinto a fadiga dessa viagem cansar-me a pele, e dou por mim de volta ao jardim com cheiro a jasmim.

Cerram-se-me os olhos cansados, e, na esteira da vida espero acalentar o sono, trazendo na noite tudo o que de belo amei.



25 comentários:

  1. Todos carecemos de pausas, mas, por mais tentador que seja o jardim, sabemos que o caminho espera por nós. Continuamente.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  2. Cada viajem é pelo caminho que nos espera, seja pelo jardim ou por lado tem o destino traçado.

    ag

    ResponderEliminar
  3. dúvidas quem não as não tem?

    mas temos de seguir em frente, sempre.

    abraço Rita

    ResponderEliminar
  4. Às vezes, você se aborrece
    Porque ainda sou criancinha
    E sempre deixo marcas de dedos
    Nos móveis da casa inteirinha.
    Mas estou crescendo dia a dia
    E logo adulto vou ser
    E essas marcas de dedos
    Vão todas desaparecer.
    Agora deixo uma marca bem especial
    Pra você nunca esquecer
    Como eram meus dedinhos
    Antes de eu crescer.
    Agora somos adultos a saudade
    que sentimos já é nossa dos nossos
    pequeninos já adultos também.
    Feliz Dia Das Mães com muito carinho.
    Ser mãe de verdade é ser amiga
    dos filhos é ser seu porto seguro.
    Cabe a nós mães ser exemplo
    ser espelho onde nossos filhos possa
    contemplar e refletir passado e futuro
    com muito amor e fé acima de tudo.
    Mãe :fale do amor de Deus para seus filhos
    só assim eles terão orgulho de chamar te de (Mãe)
    Feliz Dia das mães carinhosamente, Evanir.
    Tem mimo na postagem fique a vontade para levar de lembrança.
    Quando tiver um tempo entre no endereço abaixo.
    https://sites.google.com/site/reflexaoemocao/textos-para-refletir
    Essa mensagem não é só minha.

    ResponderEliminar
  5. Adorei particularmente o último parágrafo...

    beijinho amigo e grande

    ResponderEliminar
  6. e assim todos nós nos sentimos, algumas (muitas ) vezes.
    mas há sempre caminhos e trilhos a percorrer.
    muito bonito.
    gosto muito do teu escrever.
    beijo

    ResponderEliminar
  7. Mas o mapa da vida "ensina-nos" sempre o rumo a seguir...

    ....e as noites também são belas para essas memórias.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. a estrada que seguimos tem sempre um rumo que pode, não raras vezes, ser o destino que julgava-mos... mas que ele existe, existe...!!

    até

    ResponderEliminar
  9. Olá, boa noite!
    A vida é uma mais ou menos longa estrada, cheia de curvas e por vezes pedras onde vamos aprendendo a caminhar ...caindo...levantando...seguindo em frente.
    Belo poema. Um abraço.
    M. Emília

    ResponderEliminar
  10. Ritamiga

    Estou muito preocupado porque nuca mais vieste à nossa Travessa. E penso que não deves ter recebido o meu imeile em que contava a minha estranha doença. De repente, em minha casa a Raquel foi dar comigo sem falar, sem ouvir, sem me mexer. Naturalmente aflita chamou uma ambulância e levou-me ao Hospital de Santa Maria onde estive ou melhor estivemos pois a minha Raquel esteve sempre junto de mim durante onze horas! Bom, resumindo e concluindo, ali fizeram-me todas as análises ao sangue e à urina, uma TAC, um electroencefalograma e etc. No final das onze horas, o médico deu-me alta, mas finalmente eles não descobriram qual a causa da maldita doença. Tenho de dizer-te que foi um pesadelo, foi o pior dia da minha vida!!!!!!

    Entretanto, e porque nunca mais voltaste à nossa Travessa não descobriste que eu iniciara uma nova secção: ORA AGORA, VIRA em que escrevo contos policiais, com muitos crimes e muito sexo. Creio que esta informação serve para te abrir o apetite e vás lá…

    Por outro lado está lá colocado um novo PASSATEMPO/CONCURSO que tem como sempre os prémios das folhinhas indianas com figuras pintadas que talvez já tenhas recebido algumas por teres sido a vencedora de um outro. Se quiseres concorrer… concorre. Muito obrigado

    Qjs

    Henrique

    ResponderEliminar
  11. Bom dia ,só a imagem já diz tudo
    sobre essa viagem, e como fazemos
    o caminho da vida, adorei
    Abraços de boa semana
    Bjuss
    Rita!!!

    ResponderEliminar
  12. Excelente fotografia.A constante dúvida que nos persegue.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  13. Linda maneira de ninar a si mesma! Meu beijo.

    ResponderEliminar
  14. A caminhada está difícil...o caminho é tortuoso e cheio de encruzilhadas;páro muitas vezes também sem saber para onde ir; mas...finalmente decido...tem que ser! Parada não posso ficar, pois a vida não o permite. A cada dia que começa prometo só parar para admirar o que de belo o caminho nos mostra; sei que serão essas belezas que me acalentarão o sono da noite. Prometo, mas confesso que nem sempre consigo cumprir. Há que tentar sempre, amiga! Não há outra solução! Um beijinho e obrigada pela tua bela " viagem " que é tão bem retrata a minha. Um bom fim de semana
    Emília

    ResponderEliminar
  15. Um momento profundamente poético de pausa...
    Grande abraço. Em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderEliminar
  16. essa estrada é um convite
    caminho sem volta

    se quiser que eu a evite
    vê se não me solta


    Fred Caju

    ResponderEliminar
  17. Mas a verdade é que, certas vezes, se vê melhor de noite. que de dia!...
    Beijinho para si!

    ResponderEliminar
  18. A escolha dos caminhos quase nunca é fácil.
    Mas é melhor uma decisão errada do que não decidir nada...
    Belos pensamentos, gostei.
    Querida amiga Rita, tem uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  19. Hoje aprendi muito mais
    Aprendi que os caminhos de ida
    São tão quais
    Os caminhos de volta
    Mais os caminhos de volta... Têm algo a mais
    A certeza de voltar feliz
    Diferentes dos caminhos de ida
    Quando não sabemos quando voltar
    Marcarei "ponto"
    Voltarei
    Voltarei
    Voltarei
    Não goza com esta repetição
    Não estou batendo o pé no chão
    Não fica bem
    Um grande abraço para você e família
    Dr. Ademar Raimundo de Barros; Anônimo da Poesia e da Arte.

    ResponderEliminar
  20. Suave é teu poetar..Suave em dores interiores e invencíveis.Talvez uma inspiração ao desconhecido sonho de atravessar túneis invisíveis e da estrada de tua vida voltar sempre com essência..

    Tuas letras são misteriosas por isto tentei navegar para encontrar um sentido para descrever o que você amiga planta.

    Um abraço de cristal

    ResponderEliminar