Google+ Followers

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Procuram-se os anjos




Hora sagrada dos murmúrios do templo
 
Os sinos cantam o profano
 
Na primeira hora da luz do sol
 
Raiando a pátria
 
 
No altar nasce o corpo e o sangue
 
No grito do falcão, a liberdade
 
E desenham-se borboletas no céu
 
 
Vamos onde nos levam os pássaros
 
E procuram-se os anjos
 
Nos ventos que varrem a pátria
 
 

18 comentários:

  1. Vamos então... mas nos ventos que varrem a Pátria não serão fáceis de encontrar.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Rita,
    Talvez seja a pátria a precisar de procurar anjos que lhe valham...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  3. Tão bonito. A pátria, tão pouco iluminada está ela agora.

    ResponderEliminar
  4. Vamos procurar anjos que nos ajudem a entender a pátria que queremos e a construí-la sempre melhor sem demónios que a destroem cada vez mais...

    ResponderEliminar
  5. Esta pátria não tem anjos... nem anjinhos... mas tem muitos incompetentes a governar-nos...
    Gostei do teu poema, é excelente.
    Rita, tem um bom domingo e uma óptima semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Esperemos que ainda hajam anjos para encontrar...

    Bonito, como sempre.

    Beijinhos
    Bom domingo

    ResponderEliminar
  7. Linda a foto que lembra mesmo anjos _ que energia boa pensar neles!
    seu poema me fez descortinar muitas belezas,entre elas os falcões e borboletas no céu... _uma dupla tão contrária e mágica .
    Obrigada, perfeitinho tudo aqui.
    boa semana

    ResponderEliminar
  8. os anjos estão dentro de nós. saibamos ouvi-los.

    ResponderEliminar
  9. na sagrada hora

    varrem-nos a pátria

    mas eu também procuro os anjos, e gosto do seu poema


    um abraço, Rita

    ResponderEliminar
  10. vamos então procurar os anjos
    e fazer com que esta Pátria se renove
    muito belo o teu poema!

    beijos

    ;)

    ResponderEliminar
  11. os anjos da patria encontram-se no grito do falcão.
    agradeço a visita, beijo e um sorriso

    ResponderEliminar
  12. Ritamiga

    A Liberdade é... a Liberdade, é a Democracia, é a expressão livre da opinião de cada um. Portanto, belíssimo texto. Obrigado; parabéns!

    Qjs

    H

    ResponderEliminar
  13. Passei pra saber de ti,
    abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  14. os anjos estão lá só precisamos esperar o tempo certo
    beijos

    ResponderEliminar
  15. Para quem ama as borboletas...tá muito lindo seu poema!

    Abraço do Pedra

    www.pedradosertao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  16. Navegando encontrei este espaço, entrei, fui bem recebida e fiquei.
    Beijo.
    Ana

    ResponderEliminar