Google+ Followers

segunda-feira, 26 de março de 2012

ESPELHO

https://www.facebook.com/JCarvalhoPhotography



Vejo nesse espelho a meretriz das docas
Nesse corpo que sobreviveu ao abismo
Com sinais de estupido divertimento

Nele se fez portos de abrigo
De marinheiros perdidos em tempestades
Fazendo esta  fria estátua de pele
Moldar-se na contraluz do tempo

Nele reflete os meus olhos sem luz
Numa mascara de cal pincelada pela maresia

16 comentários:

  1. Excelente fotografia acompanhada de um poema que a reflete!
    Belo poema!
    Beijos
    Sónia

    ResponderEliminar
  2. agradeço o seu comentário no meu blog

    e descubro
    os seus marinheiros perdidos em tempestades

    um abraço

    ResponderEliminar
  3. O espelho reflete a beleza do olhar, como as águas limpidads recebem as belezas da natureza transformando-as em autênticas telas de vários tons nelas pintadas.Mas esse olhar que vês refletido no teu espelho é um olhar apagado, sem brilho...um olhar sofrido...perdido. O corpo sempre sobrevive ao sofrimento, mas o olhar...esse, não...fica sem luz...fica morto, como morta está a alma nesse corpo que, apesar de tudo sobrevive...como uma estátua fria, mas sempre de pé. O espelho lá está...bem quieto na nossa frente; quando o olhamos vemos a nossa alma nele refletida e como é bom quando essa alma nos aparece brilhante com toda aquela luz que emana dos nossos olhos!Pena que não seja sempre assim! Como falam os nossos olhos, amiga!!! E nunca mentem! Parabéns pelo teu Espelho que aqui reflete uma alma sofrida num corpo frio. Um beiinho e até breve
    Emília

    ResponderEliminar
  4. Um poema que me deixou intrigado.
    Bonito e reflexivo quando nos olhamos ao espelho e tentamos decifrar as marcas que o tempo e as marés nos gravaram no corpo e na alma.

    ResponderEliminar
  5. Espelho que reflete uma alma perdida em sentimentos....beijos de bom dia.

    ResponderEliminar
  6. Hoje é aniversário de uma amiga
    muito especial para mim.
    E para todos nos blogueiros caso não a
    conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
    Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
    tão especial?
    Uma linda tarde beijos no coração.
    Evanir.
    A aniversariante é a Marcia Luconi.
    Amiga ela é muito especial.
    Por isso vim no seu blog .
    Te gosto muito desde que conheci seu blog.

    ResponderEliminar
  7. Nos espelhos nunca estão os objectos de corpo inteiro

    tão só o que neles queremos ver

    Excelente

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso sentir. Lindo blog. Parabéns. Deixo um beijinho

    ResponderEliminar
  9. Onde há docas (cais) há meretrizes.
    Por causa dos marinheiros.
    Mas nem sempre há boa poesia onde há palavras. O que não é o teu caso, pois o teu poema é magnífico.
    Gostei imenso, querida amiga.

    Um beijo, Rita.
    Nilson

    ResponderEliminar
  10. o corpo... que o levem as marés de tantas memórias de marinheiros...

    cruel como a vida.

    beijinho!

    ResponderEliminar
  11. Com tão pouca lucidez, à nossa volta,
    saímos à sua busca...Cheguei aqui e encontrei,
    na linda poesia ESPELHO, no espelho da água da
    formidável imagem, a lucidez procurada...
    Assim, Rita, virei mais vezes, apreciar os seus lúcidos escritos.

    Um abraço,
    da Lúcia

    ResponderEliminar