sexta-feira, 8 de maio de 2020

Sem raízes






Não tenho raízes.

Sou filha da chuva, do mar e da terra.

Sou do todo e do nada,

De onde emana perfume de mar, ~
ou terra molhada com nuances de jasmim

Da floresta negra com danças de deuses,

das estrelas de prata, das flores da lua

Não tenho raízes, amarras, correntes….

sou leve, leve… leve…

Sou brisa ténue, sou folhas de outono correndo no rio

boiando sem fim…entregue ao todo

Vivendo sem fim

Sem raízes... e vivendo, vivendo



3 comentários: