Google+ Followers

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Os meus eus

Foto de https://www.facebook.com/JCarvalhoPhotography?fref=ts

De tanto viajar ao meu eu

acabei por encontrar vários eus

Que dirá o filósofo

 quando ouvir a canção nostálgica de um dos meus eus,

Ou a dança indígena, ou o riso infantil, ou as sombras camufladas.


Sem falar do desterro de um outro eu,

que de tanto sofrer libertou-se da humanidade.


E eu que pensava saber de mim, das flores,

do céu e do mar

das árvores

Da vida e não vida, do amor e amor


Afinal, que dirá o filósofo

De mim em busca de nós

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Obrigada



Apenas vós me vistes por dentro
Me ouvistes nos abafos e desabafos

Com o direito que vos confere a ser parte de mim

Apenas vós fizestes eco na minha alma

Saciando-me com o pão partilhado

Mergulhando-me na ebriedade do vinho

Celebro convosco, hoje, 13,

Cinquenta anos de existência